Pular para o conteúdo principal

Esporte Radical: Paraquedismo

Murilo Martins

Saaaaaaaalve, rapaziada, tudo bom?

Hoje venho falar sobre um esporte que está caindo no gostinho das pessoas que gostam de se aventurar nos esportes radicais, ele é o paraquedismo.
Com a forma inspiradas nas sombrinhas (tipo de guarda-chuva), o primeiro paraquedas foi criado em 1797, feito de seda. O criador e primeiro homem a saltar de paraquedas foi André-Jacques Garnerin que, no século XVIII saltou sobreo o parque Monceau, em Paris, em frente a uma multidão que assistia seu salto de 1000m de altura. Mas um grande problema ainda era a falta de dirigibilidade e o impacto do pouso. Daí em diante, os paraquedas foram se aprimorando visando aumentar sua eficiência e possibilitando acessar lugares considerados de difícil acesso por terra.



Algumas das melhorias foram a utilização de velames que ajudam a pessoa se dirigir ao local desejado e o freio aerodinâmico que melhorou o impacto ao chegar no solo.
O paraquedismo só foi reconhecido como um esporte ao final da segunda guerra mundial, em meados dos anos 50.




A pessoa que deseja saltar de paraquedas precisará seguir algumas regras: se você não é um paraquedista reconhecido só é permitido realizar um salto duplo (acompanhado de um instrutor); Antes de realizar o salto, será feito um curso que dura entorno de 15 min para que as pessoas possam entender como funciona o salto e o paraquedas; Só é permitido saltar de paraquedas a partir dos 14 anos.



O preço para realizar um salto duplo gira em torno de R$289 a R$700, dependendo do pacote desejado.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha Crítica - Peça Les Misérables

Hannah Ramos
Cena final da primeira parte da peça.
Todos nós, em algum momento de nossas vidas, ouvimos falar sobre Os Miseráveis. Mas o que é isso? Os Miseráveis é um romance escrito pelo francês Victor Hugo publicado, pela primeira vez, em 1862, e é considerado uma das maiores e mais importantes obras do século XIX. A história se passa na França do mesmo século de sua publicação, entre a Batalha de Waterloo (1815) e os motins de junho de 1832, e conta os desafios da vida de diversos personagens e suas interações entre si. Os personagens de maior destaque são Jean Valjean, um ex-presidiário condenado a 19 anos de prisão por roubar um pão que consegue uma nova chance para se reinserir na sociedade; Fantine, uma costureira parisiense que é abandonada com uma filha pelo seu amante; Cosette, filha de Fantine, que é obrigada a trabalhar para uma família em troca de comida e moradia; Javert, um oficial da polícia que persegue Jean Valjean; Marius Pontmercy, um aristocrata não reconhecido qu…

Resenha base líquida matte de O boticário.

Base Intese de O Boticário. Ana Caroline Santos

“ooi meninas tudo bom?” brincadeira... E por favor, sem estereótipos. Mais um post de beleza aqui no blog e o assunto agora é maquiagem. Eu venho testando uma base há quase um mês e depois de muitas experiências com a mesma acredito que estou apta a fazer uma resenha sobre ela. O produto em questão é a base líquida da linha Intese de O boticário. Aspectos interessantes é que o acabamento dela é matte, ou seja, mais sequinho, e maravilhoso para nós que vivemos em país tropical e queremos ficar com a base no rosto por muitas horas ou até para quem tem a pele oleosa. É de uma marca bem acessível e que podemos encontrar em qualquer shopping, além de ser da linha Intense que é a mais em conta.

Vamos à promessa do produto: Com efeito matte, proteção solar e longa duração de até 10 horas, a base Intense vai deixar sua pele impecável. A Intense Base Líquida disfarça pequenas imperfeições e deixa a pele com aspecto super natural, sem marcar linh…

Conheça a banda: Bikini Kill

Bikini Kill. Da esquerda para a direita: Tobi Vail, Kathleen Hanna, Kathi Wilcox e Billy Karren.
A música sempre foi, para muitos artistas, uma forma de expressar engajamento em algum movimento social. Na cena do rock, até o final dos anos 80, os artistas reconhecidos eram majoritariamente homens. Isso, somado com a influência de artistas femininas inovadoras do final dos anos 70, deu origem a uma vertente musical que se popularizou muito nos últimos anos do século XX: o riot grrl, que se baseava principalmente em letras feministas e políticas. Uma das bandas pioneiras desse estilo musical foi o Bikini Kill. Mas primeiramente, o que foi o riot grrl? Durante o final dos anos 70 até o meio dos anos 80, existiram muitas artistas femininas inovadoras que ganharam um certo espaço na cena musical e que mais tarde inspiraram a ideologia riot grrl, como The Runaways e sua integrante Joan Jett, Siouxsie Sioux, Poly Styrene, The Slits, Kim Gordon do Sonic Youth, Lydia Lunch, entre outras. Já em…